Festa em Linhares comemora Dia dos Bancários

Festa reuniu bancários e bancárias de bancos públicos e privados em uma animada comemoração do Dia da categoria

festa-bancarios-linhares

Neste sábado, 10, foi a vez dos bancários e bancárias de Linhares comemorarem o dia da categoria – 28 de agosto. A festa aconteceu na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) da cidade. Bancários, familiares e amigos se divertiram ao som do cantor Xandim e banda Forró Simininu.

Em greve há cinco dias, bancários e bancárias também aproveitaram as festas para fortalecer a luta em defesa de melhores condições de trabalho e reajuste salarial digno. A paralisação cresce em todo o Estado, que já tem 70% das agências paralisadas (314 unidades).

“Hoje é dia de comemorar a história de luta da categoria bancária. A data em homenagem aos bancários surgiu a partir de uma forte greve da categoria, que durou 69 dias. Isso representa muito para nós. Estamos em greve e esse é o momento dos trabalhadores cruzarem os braços contra essa intransigência dos banqueiros. São os bancários que garantem o crescimento e a alta lucratividade dos bancos. Por isso, não aceitaremos esse abono famigerado e reajuste abaixo da inflação”, enfatiza o diretora do Sindibancários/ES, Kerley Herculano.

Integração

Bancários e bancárias de bancos públicos e privados marcaram presença na festa de Linhares, entre eles os amigos Hugo Rafael Fonseca Silva, Átila Leoni e Willian Drago, bancários do BNB.

Da esquerda para direita, Hugo Rafael, Willian Drago e Átila Leoni, bancários do BNB (Foto: Edson Reis)

Da esquerda para direita, Hugo Rafael, Willian Drago e Átila Leoni, bancários do BNB (Foto: Edson Reis)

“Essa festa é importante não apenas para comemorar nosso dia, mas principalmente porque é uma oportunidade de integração entre os bancários e de fazer novas amizades. Além disso, estamos em Campanha Salarial e a festa fortalece nossos debates, nossa luta por um reajuste salarial com ganho real”, destacou Silva, bancário do BNB há dez anos.

Bancário da Caixa, Leonardo Bis, e a esposa, Gislanea Leite (Foto:Edson Reis)

Bancário da Caixa, Leonardo Bis, e a esposa, Gislanea Leite (Foto:Edson Reis)

A comemoração também foi momento de confraternização com os familiares e amigos dos bancários. Leonardo Bis Zavarize e a esposa Gislanea Leite aproveitaram a oportunidade para se divertir. “É importante ter momentos como esse de integração entre os bancários do interior, em que aproveitamos para conversar com os colegas, seus familiares e fazer novas amizades. Comemoramos nossa data na expectativa de que os bancos atendam nossas reivindicações. Mesmo com o país em crise, os bancos continuam batendo recorde de lucro. Somos pressionados diariamente para bater nossas metas, portanto nada mais justo que nossas reivindicações sejam atendidas”, enfatizou Zavarize, bancário da Caixa.

Bancárias do BB, Erenilde dos Santos e Leni Nogueira, da esquerda para direita (Foto: Edson Reis)

Bancárias do BB, Erenilde dos Santos e Leni Nogueira, da esquerda para direita (Foto: Edson Reis)

Entre as amigas Leni Nogueira Lorenzoni e Erenildes dos Santos Silva o bate papo durante a festa também foi sobre a Campanha Salarial. Contra a política do abono, as bancárias do Banco do Brasil esperam que a categoria saia vitoriosa nesta Campanha.“A festa é nosso momento de confraternização, de trocar ideais com colegas de outros bancos. E isso é importante neste período de Campanha Salarial. Sou totalmente contra o abono, pois ele não pode ser incorporado ao nosso salário. Nossa luta é por reajuste salarial digno”, disse Leni Nogueira.

Origem do Dia do Bancário e da Bancária

O Dia do Bancário e da Bancária é comemorado no dia 28 de agosto. Nesta data, em 1951, teve início uma das mais longas greves da história da categoria. Os bancários cruzaram os braços em forma de protesto durante 69 dias e sofreram forte repressão das autoridades, que prendiam e espancavam os trabalhadores.

Os bancários e bancárias reivindicavam reajuste de 40%, salário mínimo profissional e adicional por tempo de serviço. No Espírito Santo, a categoria aderiu à greve no dia 05 de setembro. A pauta de reivindicações foi parcialmente aceita, mas os dias de resistência dos bancários tiveram um significado especial e a partir do ano seguinte, o dia 28 de agosto passou a ser o Dia do Bancário e da Bancária.

Imprima
Imprimir

Comentários