Financiários assinam CCT nesta terça-feira, 25

A CCT prevê, entre outras coisas, acordo bianual, reajuste de 8% nos salários, abono de R$2 mil, reajuste de 10% no vale refeição e no auxílio creche-babá e de 15% no vale alimentação em 2016.

Na manhã desta terça-feira, 25, a Contraf, federações, sindicatos e a Federação Nacional de Instituições de Crédito (Fenacrefi) assinam a Convenção Coletiva de Trabalho 2016 – 2018 (CCT), em São Paulo. A CCT prevê acordo bianual, reajuste de 8% nos salários, abono de R$2 mil, reajuste de 10% no vale refeição e no auxílio creche-babá e de 15% no vale alimentação em 2016.

Para 2017, o acordo prevê reposição integral da inflação (INPC/IBGE), mais 1% de aumento real nos salários e em todas as verbas. O texto também conta com anistia dos dias parados, aumento da licença paternidade para 20 dias e abono assiduidade, que dá direito a uma folga por ano. Após a assinatura da CCT, as financeiras têm até dez dias úteis para pagar o abono de R$2 mil e a antecipação da PLR, correspondente a 60% do valor.

Composição da PLR:

– 90% sobre o salário base + verbas fixas
– Valor fixo de 2.300,26 + 8,00% = 2.484,28
– Teto de 10.977,76 + 8,00% = 11.855,98
– Parcela adicional = 20% sobre valor fixo
– Adiamento de 60% – Pagamento até 10 (dez) dias úteis após assinatura

Imprima
Imprimir