Funcef apresenta proposta de incorporação do REB

A proposta de metodologia para viabilizar a incorporação do REB pelo Novo Plano foi apresentada, nesta quinta-feira, 30, pela Fundação dos Economiários Federais (Funcef) durante a reunião da mesa de negociação permanente. O plano foi elaborado por um grupo tripartite formado por representantes da Fundação, Caixa e Previc (Superintendência Nacional da Previdência Complementar). Ao todo, […]

A proposta de metodologia para viabilizar a incorporação do REB pelo Novo Plano foi apresentada, nesta quinta-feira, 30, pela Fundação dos Economiários Federais (Funcef) durante a reunião da mesa de negociação permanente. O plano foi elaborado por um grupo tripartite formado por representantes da Fundação, Caixa e Previc (Superintendência Nacional da Previdência Complementar).

Ao todo, são quase 13 mil bancários participantes que acumulam prejuízos desde 2006 por ainda permanecerem no REB. A apresentação da proposta a ser avaliada pela Comissão Executiva de Empregados (CEE/Caixa-Contraf/CUT) foi uma das conquistas da campanha salarial 2014.

“É muito importante que haja essa migração dos participantes que ainda estão no REB, porque esse é realmente a pior opção de plano oferecida pela Funcef. A migração também corrige uma injustiça que foi cometida pela Caixa e é uma forma de garantir a isonomia de direitos”, destaca a diretora do Sindibancários/ES, Lizandre Borges.

A metodologia formulada pelo grupo tripartite atende aos princípios defendidos pelas entidades representativas dos empregados e aposentados, resguardando os direitos e obrigações dos associados ao REB e ao Novo Plano. Para os assistidos está prevista uma redução na taxa de administração, e eles passarão a ter direito ao Fundo de Revisão de Benefícios, existente no Novo Plano. Já para os empregados ativos, há perspectiva de melhores benefícios.

O presidente da Fenae, Carlos Caser, informou que a proposição já foi aprovada pela Diretoria Executiva da Funcef e será colocada em votação na reunião do Conselho Deliberativo na próxima quarta-feira, 05. Segundo a Funcef, a proposta de incorporação foi elaborada consensualmente com o acompanhamento do Dest (Departamento Nacional de Coordenação e Governança das Empresas Estatais), vinculado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, e da Previc.

Após ser aprovada na Funcef, a proposta será avaliada pela Caixa e novamente pelos órgãos controladores, Dest e Previc, nessa ordem. Segundo os representantes da Caixa, o banco está empenhado em dar agilidade ao processo, mas não há garantias de que votação ocorra ainda neste ano.

Histórico

O REB foi criado em 1998, época em que a Caixa vinha sendo preparada para a privatização, para receber os primeiros técnicos bancários, e já surgiu com direitos rebaixados. Graças às cobranças e às mobilizações das representações dos trabalhadores, a Funcef criou em 2006, após negociação com as entidades o Novo Plano, com mais vantagens. Desde então, o movimento dos empregados defende a incorporação do REB.

Em 2009, ocorreu o primeiro avanço. O processo foi aprovado nas instâncias da Funcef (Diretoria e Conselho Deliberativo) e da patrocinadora, a Caixa (Conselho Diretor e Conselho de Administração), mas ficou parado nos órgãos controladores. Graças à pressão da categoria, os debates nos dois órgãos foram retomados em abril deste ano pelo diretor José Carlos Alonso, com a criação do grupo tripartite, a fim de buscar uma alternativa.

Com informações de www.fenae.org.br

Imprima
Imprimir