Greve atinge 314 agências no Estado nesta sexta (09)

No quarto dia de greve da categoria, bancários ampliam paralisação fechando 178 unidades na Grande Vitória e 136 no interior

Nesta sexta-feira, 09, quarto dia de greve da categoria, os bancários capixabas fecharam 314 agências, além de três departamentos da Caixa e os prédios do Bandes, CPD e Banco do Brasil da Pio XII. Foram 178 unidades paralisadas na Grande Vitória e 136 no interior. O número representa 70% das 450 agências existentes no estado.

Nacionalmente, a greve dos bancários já atingiu 8454 agências e 38 centros administrativos tiveram as atividades paralisadas, com dados da desta quinta-feira (8). O número representa 35,91% das agências bancárias do país e um crescimento de 13% da mobilização, na comparação com a terça-feira, primeiro dia de greve.

Negociação

Em rodada de negociação iniciada na manhã desta sexta-feira (09), em São Paulo, a Fenaban apresentou ao Comando Nacional dos Bancários nova proposta de reajuste de 7% no salários, na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche, mais  abono de R$ 3,3 mil. A proposta foi rejeitada ainda na mesa de negociação, e a greve continua por tempo indeterminado.

Os bancários reafirmaram que não concordam com o modelo de reajuste abaixo da inflação mais abono, e querem negociar, além das clausulas salariais, as pautas de saúde, condições de trabalho e emprego, ignoradas pelos bancos.

Adesão na Grande Vitória

Na região metropolitana, 95% das agências da Caixa aderiram ao movimento paredista, totalizando 38 unidades fechadas. No Banestes a adesão também foi grande. Das 59 agências locais, 57 estão paralisadas. No Banco do Brasil são 40 unidades. Entre os bancos privados, estão paralisadas 11 agências do Santander, 13 do Bradesco, 13 do Itaú, 5 do HSBC e 1 do Safra.

Adesão no Interior  

No interior do Estado, são 39 agências da Caixa paralisadas, 31 do Banestes, 51 do Banco do Brasil, 3 do BNB e 12 de bancos privados.

Imprima
Imprimir

Comentários