Greve cresce e bancários se reúnem em plenária nesta segunda-feira, 03

A plenária será às 17 horas, no Centro Sindical dos Bancários

A greve dos bancários e bancárias bateu novo recorde nesta quinta-feira: são 358 agências fechadas em todo o Estado. Com a intransigência e desrespeito dos banqueiros com a pauta de reivindicações, os bancários seguem firme com a greve e se reúnem em plenária nesta segunda-feira, 03, às 17 horas, para discutir e organizar os rumos do movimento. A atividade acontece no Centro Sindical dos Bancários.

“Os banqueiros estão irredutíveis. Insistem numa política de arrocho salarial. Por isso, convidamos toda a categoria para um debate coletivo com a finalidade de avaliar o movimento grevista e, também, discutir novas formas de organização”, diz o coordenador geral do Sindicato dos Bancários/ES, Jonas Freire.

Na Grande Vitória 191 agências estão fechadas. No interior, 167. Também estão fechados três departamentos da Caixa e os prédios do Bandes, do Centro de Processamento de Dados do Banestes (CPD) e Pio XII (Banco do Brasil). Das agências da Grande Vitória, encontram-se paralisadas 40 da Caixa, 56 do Banestes e 43 do Banco do Brasil.

No interior, não estão em funcionamento 45 agências da Caixa, 50 do Banestes, 57 do Banco do Brasil e 3 do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Entre os banco privados de todo o Espírito Santo, estão fechadas 17 agências do Santander, 19 do Bradesco, 20 do Itaú, 7 do HSBC e 1 do Safra, ou seja, um total de 64.

Proposta rebaixada

Na quarta-feira, 28, durante a rodada de negociação a Fenaban manteve o índice de 7% para salários e demais verbas em 2016, com abono de R$ 3,5 mil, além de índice composto de inflação (INPC) mais 0,5% para 2017, em modelo válido por dois anos. O Comando Nacional dos Bancários considerou a proposta insuficiente e a rejeitou ainda na mesa de negociação.

Imprima
Imprimir

Comentários