Greve se fortalece com 298 agências fechadas no ES e bancários cobram nova proposta

A greve dos bancários entrou no seu quarto dia com 298 agências paralisadas no Espírito Santo, atingindo novo recorde de adesão nesta sexta-feira, 09. No Brasil, já são mais de 10.818 unidades fechadas. O movimento paredista ganha força, mas ainda não há sinalização de nova proposta dos bancos. “A greve está forte, mas precisamos ampliar […]

A greve dos bancários entrou no seu quarto dia com 298 agências paralisadas no Espírito Santo, atingindo novo recorde de adesão nesta sexta-feira, 09. No Brasil, já são mais de 10.818 unidades fechadas. O movimento paredista ganha força, mas ainda não há sinalização de nova proposta dos bancos.

“A greve está forte, mas precisamos ampliar ainda mais nosso movimento. Os bancários que ainda não aderiram precisam se unir à paralisação para pressionar os bancos e arrancar uma proposta satisfatória, que valorize a categoria e que faça jus à alta lucratividade do setor financeiro. Só vamos conseguir um acordo melhor com a participação de todos”, diz Jessé Alvarenga, coordenador geral do Sindibancários/ES.

Além das agências e postos de atendimento também estão paralisados os prédios do Bandes, do Banco do Brasil da Pio XII e o Centro de Processamento de Dados do Banestes (CPD).

175 agências paradas na Grande Vitória e 123 no Interior

Na região metropolitana de Vitória estão fechadas 100% das agências da Caixa – um total de 39 unidades –, além de 9 departamentos do banco. No Banco do Brasil, 41 unidades foram paralisadas. Entre os bancos privados, estão fechados 10 agências do Santander, 12 do Itaú, 4 do HSBC, 11 do Bradesco e 1 do Safra. No Banestes, 57 unidades aderiram ao movimento paredista.  Ao todo, são 175 agências paradas em toda a Grande Vitória.

No interior o número de agências paradas passou de 119 para 123 entre quinta e sexta-feira, sendo 37 da Caixa, 50 do Banco do Brasil, 24 do Banestes, 1 do Santander, 5 do Itaú, 1 do HSBC, 4 do Bradesco e 1 do BNB.

Os bancários entraram em greve no último dia 06 após cinco rodadas de negociação com os bancos. Apesar dos altos lucros, os bancos privados e públicos negaram as reivindicações da categoria referentes à garantia de melhores condições de trabalho e ofereceram reajuste salarial abaixo da inflação, de apenas 5,5%.

 

Principais reivindicações da minuta geral dos bancários

  • Reajuste salarial de 16%. (incluindo reposição da inflação mais 5,7% de aumento real)
  • PLR: 3 salários mais R$7.246,82
  • Piso: R$3.299,66 (equivalente ao salário mínimo do Dieese em valores de junho último).
  • Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$788,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).
  • Melhores condições de trabalho com o fim do assédio moral que adoecem os bancários.
  • Emprego: fim das demissões, mais contratações, fim da rotatividade e combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PLC 30/15 no Senado Federal, além da ratificação da Convenção 158 da OIT, que coíbe dispensas imotivadas.
  • Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários
  • Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.
  • Prevenção contra assaltos e sequestros: permanência de dois vigilantes por andar nas agências e pontos de serviços bancários, conforme legislação. Instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento e biombos nos caixas. Abertura e fechamento remoto das agências, fim da guarda das chaves por funcionários.
  • Igualdade de oportunidades: fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).

 

Principais reivindicações da minuta específica do Banestes

  • Reposição das perdas inflacionárias desde setembro de 1994 até agosto deste ano. 
  • Piso salarial equivalente ao salário mínimo do Dieese acrescido da gratificação semestral de 25%, totalizando R$ 4.222,02
  • Constituição de uma comissão paritária para discutir a revisão da Estrutura de Cargos e Salários para corrigir distorções existentes
  • Manutenção do Sistema Banestes público e estadual
  • Vale-cultura para todos e benefícios como tíquetes, cesta-alimentação, auxílio-creche/babá e auxílio para filhos com necessidades especiais no valor de R$ 788,00 cada
  • Eleição direta para representantes dos empregados na Banescaixa
Imprima
Imprimir

Comentários