Greve segue fortalecida e 268 agências amanhecem fechadas

Nesta quarta-feira, 09, os bancários do Espírito Santo entraram no 21° dia de greve com 268 agências fechadas. Esse é o maior número alcançado desde o começo das paralisações, no último dia 19. Deste total, 162 são da Grande Vitória e 106 do interior do Estado. Entre as agências da Região Metropolitana que estão fechadas […]

Nesta quarta-feira, 09, os bancários do Espírito Santo entraram no 21° dia de greve com 268 agências fechadas. Esse é o maior número alcançado desde o começo das paralisações, no último dia 19.

Deste total, 162 são da Grande Vitória e 106 do interior do Estado. Entre as agências da Região Metropolitana que estão fechadas 34 são da Caixa Econômica, 47 do Banestes e 39 do Banco do Brasil, além do Centro de Processamento de Dados do Banestes e do Banco do Brasil da Pio XII. Já o Bandes voltou às suas atividades desde o último dia 3, quando os funcionários aprovaram a contraproposta específica do banco.

No interior, são 34 da Caixa Econômica, 10 do Banestes, 51 do Banco do Brasil e 4 do Banco do Nordeste. Em todo o Estado, todas as 49 agências privadas estão fechadas, sendo 19 do Santander, 3 do Bradesco, 20 do Itaú, 5 do HSBC, 1 do Banco Mercantil do Brasil e 1 do Safra.

No Brasil, o número de agências fechadas já ultrapassa 11.700. Frente a essa intensa mobilização, a Fenaban convocou a categoria para uma nova rodada de negociação. A reunião entre o Comando Nacional e a Federação está marcada para esta quinta-feira, 10, às 10h, em São Paulo. A nova rodada foi marcada após a rejeição pelas assembleias dos sindicatos da proposta de reajuste salarial de 7,1% e aumento do piso em 7,5%, apresentada pelos bancos na última sexta-feira, 4, ao ser considerada insuficiente pela categoria.

Imprima
Imprimir