Lucro do Santander e do Bradesco dispara no segundo trimestre

O Santander e o Bradesco divulgaram o lucro correspondente ao segundo trimestre de 2015. De abril a junho, o Santander lucrou R$ 3,881 bilhões, sendo que, no mesmo período, em 2014, o lucro dessa instituição financeira tinha sido de 527,5 milhões. O Bradesco, que divulgou seus dados na quinta-feira, 30, fechou o segundo trimestre com […]

O Santander e o Bradesco divulgaram o lucro correspondente ao segundo trimestre de 2015. De abril a junho, o Santander lucrou R$ 3,881 bilhões, sendo que, no mesmo período, em 2014, o lucro dessa instituição financeira tinha sido de 527,5 milhões. O Bradesco, que divulgou seus dados na quinta-feira, 30, fechou o segundo trimestre com um lucro de R$ 4,473 bilhões. Esse valor equivale a um aumento de 18,4% se comparado ao mesmo período do ano anterior.

“O lucro dos bancos aumenta cada vez mais devido à exploração dos trabalhadores bancários e dos clientes. As instituições financeiras deixam de investir na contratação de funcionários, acarretando em sobrecarga de trabalho e doenças ocupacionais, além de não proporcionar um ambiente de trabalho adequado. Os clientes têm que se submeter ao pagamento de altas taxas de juros”, afirma o diretor do Sindicato dos Bancários/ES, Jonathas Corrêa.

Segundo a diretora do Sindibancários, Lucimar Barbosa, o Bradesco, por exemplo, tem uma política de gestão que expulsa cada vez mais os clientes de dentro da agência. “Se por um lado os bancários sofrem com as péssimas condições de trabalho, sobrecarga de trabalho e assédio moral, por outro os clientes enfrentam filas no autoatendimento e sofrem com a precariedade dos correspondentes bancários”, destaca Lucimar.

 

Imprima
Imprimir

Comentários