Mais uma vez Copom aumenta taxa Selic e prejudica classe trabalhadora

Nesta quarta-feira, 4, o Copom anunciou que vai elevar a taxa Selic em 12,75% ao ano. Trata-se da mais alta taxa desde janeiro de 2009 e a quarta consecutiva desde a reeleição da presidenta Dilma Rousseff. Essa situação trará prejuízos para a classe trabalhadora e benefícios para a elite brasileira. “Os maiores beneficiados serão os […]

Nesta quarta-feira, 4, o Copom anunciou que vai elevar a taxa Selic em 12,75% ao ano. Trata-se da mais alta taxa desde janeiro de 2009 e a quarta consecutiva desde a reeleição da presidenta Dilma Rousseff. Essa situação trará prejuízos para a classe trabalhadora e benefícios para a elite brasileira.

“Os maiores beneficiados serão os banqueiros e credores da dívida pública, setores que têm relação parasitária com o Estado brasileiro através da dívida pública. O resultado disso será menos dinheiro para investimento em políticas públicas e enriquecimento ainda maior das elites econômicas”, afirma o coordenador geral do Sindicato dos Bancários/ES, Carlos Pereira de Araújo, o Carlão.

O aumento da taxa Selic divulgado nesta quarta-feira corresponde a 0,50 ponto percentual.

Imprima
Imprimir