Mesmo com poucos funcionários, Banestes não convoca mais aprovados em concurso

A realidade encontrada pela diretoria do Sindicato dos Bancários/ES em visita às agências do Banestes é de sobrecarga e carência de empregados. Mesmo assim, dos 14.411 candidatos aprovados no último concurso do banco, realizado em agosto de 2015, apenas 56 foram convocados, e ainda não há indicativo de novas contratações. A situação aumenta a precariedade […]

A realidade encontrada pela diretoria do Sindicato dos Bancários/ES em visita às agências do Banestes é de sobrecarga e carência de empregados. Mesmo assim, dos 14.411 candidatos aprovados no último concurso do banco, realizado em agosto de 2015, apenas 56 foram convocados, e ainda não há indicativo de novas contratações.

A situação aumenta a precariedade das condições de trabalho, como denuncia o diretor do Sindibancários, Marco Antônio Rodrigues de Oliveira. “Há bancários lotados em agência com número já reduzido de funcionários que estão trabalhando temporariamente em unidades em situações ainda piores para ‘tapar buraco’”, diz.

A falta de funcionários interfere também no atendimento aos clientes, principalmente nas agências que possuem apenas um caixa. “Numa jornada de seis horas, em algum momento a pessoa vai ao banheiro ou precisa comer alguma coisa. Aí ela tem que deixar o caixa vazio”, explica o dirigente sindical.

Os bancários já realizaram uma série de mobilizações para reivindicar a contratação de mais bancários. Em novembro, o Sindicato enviou um ofício para o Banestes cobrando a convocação dos aprovados no concurso, o que aconteceu pouco depois, no início de dezembro, porém, em número insuficiente. “Nossa reivindicação é que as convocações prossigam”, diz Marco, “a fim de garantir condições dignas de trabalho aos bancários e melhor atendimento aos clientes”.

Dos 56 convocados, 39 são técnicos bancários, 15 são analistas de tecnologia da informação e dois são analistas econômico-financeiros. Foram classificados no concurso 14.411 candidatos, distribuídos da seguinte forma: técnico bancário (11.968 pessoas), técnico de segurança do trabalho (534), analista econômico-financeiro (1.231), analista de tecnologia da informação – suporte e infra-estrutura (261), analista de tecnologia da informação – desenvolvimento de sistemas (403) e médico do trabalho (14).

Imprima
Imprimir