Mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras mantém a Caixa 100% pública

Ítem que propunha a transformação da Caixa em uma sociedade anônima (S/A) foi excluído da votação que ocorreu nesta quinta-feira,07, durante reunião do Conselho de Administração.

Ação sindical em frente à Superintendência Regional Norte contra a transformação da Caixa em sociedade anônima

Valeu a luta pela Caixa 100% pública. Nesta quinta-feira, 07, durante a reunião do Conselho de Administração da Caixa, o ítem que propunha a transformação da Caixa em uma sociedade anônima (S/A) foi excluído da votação. O ocorrido é fruto da mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras, que em todo o Brasil realizaram manifestações em defesa da Caixa 100% pública. O texto final do estatuto precisa ser aprovado pelos órgãos reguladores.

“A retirada do item que transforma a Caixa em sociedade anônima mostra que a mobilização dos bancários e bancárias é essencial para garantir a defesa do patrimônio público e dos direitos trabalhistas. Nesse contexto de ataques aos nossos direitos, temos que ver nessa conquista e em muitas outras que já tivemos um exemplo da força que a categoria tem para barrar medidas que prejudicam bancários, bancárias, e a sociedade em geral”, diz a diretora do Sindicato dos Bancários/ES Lizandre Borges.

Para Rita Lima, diretoria do Sindicato, essa uma vitoria importante da mobilização de todos os empregados das entidades sindicais e associativas frente aos parlamentares e aos movimentos sociais. “Vencemos mais uma batalha. A luta continua por nenhum direito a menos”, afirma.

A transformação da Caixa em uma sociedade anônima possibilitaria a abertura de capital para investimentos privados, tirando o caráter público do banco e causando mudanças significativas em seu papel social, na gestão e no relacionamento com os trabalhadores e trabalhadoras.

Além disso, essa iniciativa contraria o Estatuto das Estatais, promulgado em junho de 2016, que teve os seguintes ítens retirados após mobilização da classe trabalhadora em todo o país: o que obrigava as empresas públicas a se tornarem S/A e o que tratava da mudança de composição acionária. Trata-se de uma mudança que, para ser realizada, depende de lei específica no Congresso Nacional.

Paralisação na Superintendência Regional Norte

Em protesto contra a possibilidade da Caixa se tornar uma sociedade anônima, a Superintendência Regional Norte da Caixa foi paralisada nesta quinta-feira, 07. O local ficou fechado durante todo o dia e foi escolhido para a realização do Dia Nacional de Luta por ser o centro político e administrativo da gestão da Caixa.

 

Imprima
Imprimir