Na Boca do Caixa estreia com casa cheia e muita animação

Muita música e descontração. Esse foi o clima da estreia do Na Boca do Caixa, o mais novo projeto Cultural do Sindicato dos Bancários, que aconteceu na noite desta quarta-feira, 11, no Centro Sindical da categoria. O Trio Hora Extra, composto pelos músicos Wilds Taylor, Nelsinho Faé e Fabrício Coelho, que é bancário do Bradesco […]

Muita música e descontração. Esse foi o clima da estreia do Na Boca do Caixa, o mais novo projeto Cultural do Sindicato dos Bancários, que aconteceu na noite desta quarta-feira, 11, no Centro Sindical da categoria.

O Trio Hora Extra, composto pelos músicos Wilds Taylor, Nelsinho Faé e Fabrício Coelho, que é bancário do Bradesco e diretor do Sindicato, abriu a programação musical, trazendo o melhor da Música Popular Brasileira e do Pop Rock nacional. Logo depois foi a vez do músico Jota Jota, do Banco do Brasil, arrancar aplausos do público.

O bancário Núbio Revoredo, 31, da Caixa,  foi uma das pessoas que prestigiou o evento. “Adorei o espaço. O formato de happy hour, pensado para sair da agência e vir direto para o Centro Sindical, é  ótimo porque permite uma integração dos colegas de trabalho de forma descontraída. Além disso, o evento abre espaço para que os bancários se expressem artisticamente”, relata.

Segundo o Diretor da Cultura do Sindicato, Derik Bezerra, a proposta do evento, além de criar um espaço de lazer, é dar visibilidade ao trabalho de bancários que desenvolvem alguma atividade cultural.

“Queremos abrir um espaço de interação entre os bancários, valorizando os artistas e músicos da própria categoria. E a atividade é aberta para todo tipo de expressão cultural”, destaca Derik.

A realização do Na Boca do Caixa será mensal. Para saber a programação das próximas edições basta ficar ligado site e na página do Sindicato no facebook.

Na boca dos bancários

Com trinta anos de carreira musical e três de Banco do Brasil, Jota Jota encarou a apresentação do Na Boca do Caixa como um privilégio. “É muito gratificante tocar aqui. A música faz parte da minha história profissional e é muito difícil encarar uma agência bancária. Quando vejo os amigos num espaço como esse, tenho a sensação de que não estou sozinho”.  

Para Fabrício Coelho, diretor do Sindibancários/ES, tocar para categoria tem um gosto todo especial. “A música consegue envolver as pessoas, então esse projeto acaba sendo um momento de integração inovador entre a categoria. De um jeito ou de outro, todos acabam sentindo o pulsar da música brasileira, seja pelo forró, pelo reagge ou pela própria MPB. Isso tudo faz parte da nossa cultura”.

Quer se apresentar no Na Boca do Caixa? Entre em contato com o Sindicato

Se você é bancário e tem interesse em se apresentar no Na Boca do Caixa, envie um breve currículo para o e-mail cultura@bancarios-es.org.br.

Vale lembrar que o convite para o espaço está aberto não só para músicos, mas para poetas, atores, atrizes etc.

 

Imprima
Imprimir