Negociação com BB fecha sem avanços reais. Assembleia vota proposta na segunda

Após 19 dias de greve, a proposta específica do Banco do Brasil para a Campanha Salarial 2015 foi apresentada sem avanços significativos para a categoria. A negociação foi encerrada neste sábado, 24, em reunião com o Comando Nacional assessorado pela Comissão de Empresa dos Empregados (CEE/Caixa), após a mesa com a Fenaban. Entre os itens […]

Após 19 dias de greve, a proposta específica do Banco do Brasil para a Campanha Salarial 2015 foi apresentada sem avanços significativos para a categoria. A negociação foi encerrada neste sábado, 24, em reunião com o Comando Nacional assessorado pela Comissão de Empresa dos Empregados (CEE/Caixa), após a mesa com a Fenaban.

Entre os itens da proposta estão: segurança nas portas giratórias; pagamento da PLR para os cedidos na Cassi; itens de isonomia para oriundos de bancos incorporados e inclusão de caixas, escriturários e atendentes de SAC; e CABB podendo conquistar bolsa de graduação.

Na avaliação de Goretti Barone, diretora do Sindibancários/ES, “a proposta não trata dos verdadeiros problemas da categoria, como falta de condições de trabalho, sustentabilidade da Cassi, retorno da substituição e o fim da lateralidade, revisão da dotação dos PSO’s e demais unidades, revisão do Plano de Cargos e Salários, isonomia e reposição das vagas oriundas do Programa de Aposentadoria Incentivada”.

“Foram negociadas apenas questões pontuais que poderiam ser resolvidas nas mesas de negociação permanente se o banco tivesse real preocupação com a Gestão de Pessoas”, salienta.

Vale destacar que o coordenador geral do Sindibancários/ES, que integra o Comando Nacional representando a Intersindical, votou pela rejeição da proposta. A maioria cutista, contudo, orientou a aceitação do acordo.

A proposta será submetida à votação na assembleia geral da categoria que acontece nesta segunda-feira, 26, às 18 horas, no Centro Sindical dos Bancários. “É importante que os empregados do BB compareçam para avaliação e debate. A assembleia é soberana para decidir se vamos aprovar ou rejeitar o acordo”, diz Derik Bezerra, bancário do BB e diretor do Sindicato/ES, convocando a categoria.

Veja nota do Sindibancários/ES sobre o resultado das negociações nacionais

Proposta completa do Banco do Brasil

Clausuladas:

  • Será permitido o provimento transitório das funções de Gerente de Relacionamento e Gerente de Serviços em Unidades de Negócios nos casos de ausência por licença-saúde a partir do 61º dia de afastamento consecutivo.
  • Aumentar em 20% o valor do auxílio-creche-dependentes com deficiência a partir da constatação da deficiência.
  • Serão estendidos aos funcionários egressos de Bancos incorporados optantes pelo regulamento de pessoal do Banco os seguintes benefícios:

Perícia Odontológica (PAS)

Deslocamento para tratamento de saúde no País (PAS)

Doação ou recepção de órgãos e tecidos – transplante (PAS)

Remoção táxi aérea (PAS)

Licença para acompanhar pessoa enferma da família (Lapef)

  • Será concedida aos funcionários que exercem a função atendentes no SAC e prerrogativa do prazo de carência de 1 ano para a concorrência à remoção e nomeação via TAO.
  • O saldo de horas não trabalhadas correspondente ou superior a uma jornada de trabalho poderá ser compensado com a utilização de folgas e abonos.
  • A ausência autorizada de um dia útil por ano para acompanhamento em internação hospitalar de cônjuge, companheiro (a), inscritos no Banco ou no INSS, filho e pais, poderá ser utilizada em horas, observada a jornada de trabalho praticada na data da assinatura do ACT.
  • As ausências autorizadas de dois dias úteis por ano para acompanhar filho ou dependente, menores de 14 anos a consulta/tratamento médico-odontológico, poderão ser utilizadas em horas, observada a jornada de trabalho praticada na data da assinatura do ACT.
  • As ausências autorizadas de dois dias úteis por ano para acompanhar o filho ou dependente com deficiência em consulta/tratamento médico-odontológico, poderão ser utilizadas em horas, observada a jornada de trabalho praticada na data da assinatura do ACT.
  • O Banco facultará a ausência de funcionários eleitos, que não sejam representantes sindicais de base ou dirigentes sindicais, limitado a 50 funcionários por ano, para a participação do Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil e da Contraf-CUT.
  • Será permitida a utilização das ausências do representante sindical de base eleito para participação no evento da posse.
  • Serão instituídas mesas temáticas sobre ascensão profissional, prevenção de conflitos, resultados do PCMSO, e saúde no trabalho com o prazo de 120 dias para a conclusão a partir da data de instalação.
  • Oferta de 4 mil bolsas de estudo para cursos de graduação, destinadas aos funcionários não graduados, mediante processo seletivo a ser lançado em 2016, observados critérios e procedimentos a serem publicados nas Instruções Normativas Corporativas.
  • As novas agências do Banco do Brasil, aquelas que forem relocalizadas e as que passarem por reformas de grande vulto serão dotadas de equipamento de detecção de metais, exceto quando forem consideradas de baixo risco pela área competente do Banco.
  • Não será exigida a trava de relacionamento (365 dias) para nomeações até o final de 2015.
  • Os funcionários cedidos à Cassi serão incluídos no ACT-PLR.
  • Ressarcimento dos custos com inscrição para a prova de Certificação legal CPA para os escriturários, caixas executivos e atendentes (SAC e CCABB). O ressarcimento se dará a partir de janeiros de 2016, mediante o atendimento das seguintes condições, cumulativamente:
  1. Não ter certificação legal vigente CPA-10 e CPA-20
  2. Ter concluído com aprovação o curso de capacitação para a CPA-10 disponibilizando no Portal UniBB (código Educa 2983), previamente à aprovação na Certificação legal, mediante registro no cadastro de formação profissional
  3. Apresentar o requerimento de ressarcimento em até 45 dias após a aprovação na certificação legal, conforme definição em normativo específico.
  • Benefício – Gestação Alto Risco: abonar horas para a realização de até 4 consultas e exames por mês e autorizar adição como escriturária no interesse da funcionária, mediante indicação médica.
  • Oportunidades para funcionários de PSO: implementar ações de integração entre PSO e agências que abrangem oportunidades de capacitação, adição cruzada entre escriturários, revisão de parâmetros TAO e estágios.

Com informações da Contraf

Imprima
Imprimir