Negociações específicas do BB e Caixa iniciam nesta semana

Tem início na tarde desta segunda-feira, 24, as negociações das reivindicações específicas dos bancários do Banco do Brasil. Emprego, contratações, condições de trabalho e saúde são os temas desta primeira reunião, que terá continuidade na manhã de terça-feira, 25. Já as primeira rodada de negociação com a Caixa será realizada na quinta-feira, 27. As duas […]

Tem início na tarde desta segunda-feira, 24, as negociações das reivindicações específicas dos bancários do Banco do Brasil. Emprego, contratações, condições de trabalho e saúde são os temas desta primeira reunião, que terá continuidade na manhã de terça-feira, 25. Já as primeira rodada de negociação com a Caixa será realizada na quinta-feira, 27. As duas reuniões serão realizadas em Brasília.

Os bancários do BB reivindicam mais contratações e convocação de concursados, tanto para reposição das vagas do PAI – Plano de Aposentadoria Incentivada, como para melhorar o atendimento das agências, que tem sofrido bastante com a falta de funcionários. A minuta de reivindicações foi aprovada no 26° Congresso Nacional dos Funcionários do Brasil, realizado em julho desse ano.

Os problemas referentes à assistência médica da Cassi e dos funcionários de bancos incorporados também serão abordados durante as negociações. Além disso, serão discutidas as questões sobre licenças, acidente de trabalho, exames periódicos, melhoria do plano odontológico e os assuntos relativos ao adoecimento dos trabalhadores. Os bancários reivindicam, ainda, o fim dos descomissionamentos, das metas e melhoria dos locais de trabalho. 

“Os bancários estão sobrecarregados, principalmente após a saída de milhares de funcionários com as demissões incentivadas. Por isso, esperamos que o Banco do Brasil atenda as reivindicações da categoria para cobrir a urgente necessidade de mais empregados, garantido melhores condições de trabalho. Além disso, lutamos para que o BB continue assumindo a responsabilidade com o fundo de provisão dos pós-laboral”, destaca a diretora do Sindibancários/ES, Goretti Barone.

Caixa

Já a primeira rodada de negociações específicas dos bancários da Caixa será realizada nesta quinta-feira, 27, às 14h30, em Brasília, e serão discutidas as questões sobre saúde do trabalhador e segurança bancária. Os bancários cobram melhores condições estruturais das agências, com o aumento do número de empregados por setor e o atendimento das questões relativas à saúde e segurança.

“Os bancários devem acompanhar as rodadas de negociação e se preparem para fazer uma greve forte, caso os bancos se neguem a atender as reivindicações da categoria. Vamos juntos fazer uma campanha forte para garantir mais conquistas”, enfatiza a diretora do Sindibancários/ES e bancária aposentada da Caixa, Rita Lima.

A entrega da pauta específica da Caixa ocorreu no dia 11 de agosto. O documento reúne itens que serão negociados durante a campanha nacional e, posteriormente, na mesa de negociações permanentes. Todos as reivindicações foram aprovadas no 31º Conecef, realizado em junho, em São Paulo (SP).

Os principais destaques são contratação de mais empregados, fim do GDP, combate ao assédio moral, fim das metas abusivas, garantia do Saúde Caixa na aposentadoria (inclusive para os que saíram pelo PADV), fim do voto de Minerva na Funcef, imediata incorporação do REB ao Novo Plano, fim da restrição de dotação orçamentária para horas extras e extensão da licença-prêmio e do anuênio para todos os admitidos a partir de 1998.

Com informações da Contraf e Fenae.

Imprima
Imprimir

Comentários