Nova agência do BB na Rio Branco é aberta, mas desmonte continua

O Banco do Brasil decidiu encerrar as atividades da agência do Shopping Vitória, transferindo-a para a Avenida Rio Branco, na Praia do Canto. No primeiro dia de funcionamento da unidade, o Sindibancários fez um café da manhã receber os clientes e dialogar sobre os problemas da reestruturação do banco.

Moradores e comerciantes da praia do canto comemoraram na manhã dessa segunda-feira, 30, a abertura de um nova agência do BB, localizada no mesmo prédio onde funcionava a agência Rio Branco, que foi fechada em março em decorrência da reestruturação do BB. O encerramento da unidade gerou vários protestos e a insatisfação de bancários e clientes. Hoje, primeiro dia de funcionamento da agência, o Sindibancários voltou ao local e realizou um café da manhã receber os clientes.

Mas o processo de reestruturação do banco continua. A abertura da nova unidade foi precedida do fechamento da agência do Shopping Vitória, dando sequência a “dança das cadeiras” que envolve empregados e correntistas desde que foi iniciado o processo de reestruturação do banco. No país, 700 agências do BB foram fechadas, sendo duas no ES: Rio Branco e Moscoso. Muitos clientes tiveram suas contas transferidas para agências digitais arbitrariamente.

Goretti Barone, diretora do Sindibancários/ES, explica que as pessoas que tiverem interesse de retornar com suas contas para a nova unidade da Avenida Rio Branco devem se encaminhar ao local e solicitar a transferência. “Sabemos que quem estava sendo atendido nessa agência e na Moscoso foram transferidos sem consulta prévia para as agências mais próximas ou para agências digitais, o que prejudicou muitos clientes e comerciantes. Ainda assim, mesmo que a antiga agência não tenha retornado, esse é um ponto de atendimento importante e que está novamente em operação”, acrescenta.

Thiago Duda, dirigente do Sindibancários/ES, reforça que o fechamento de agências está ligado ao processo de reestruturação e desmonte do BB. “Fizemos várias ações sindicais contra o fechamento das unidades no Estado. Envolvemos associações de moradores, comerciantes, conversamos com o Ministério Público e a Câmara de Vitória, chamando atenção para a importância da manutenção das unidades. Mas nossa luta contra a reestruturação continua. Queremos um BB público, de qualidade, que amplie e número de agências e de empregados, e não o contrário”, destaca Thiado.

A moradora da Praia do Canto D. M. M., que não quis se identificar, se manifestou sobre a importância da abertura de uma nova agência no bairro e também em relação aos desmontes do Banco do Brasil. “É fundamental a reativação desse ponto de atendimento pelo fato de estar perto da residência de muitos aposentados. E quanto aos desmontes, temos que valorizar o que é nosso e cuidar desse patrimônio como coisa pública coletiva”, afirma.

Histórico

Várias ações marcaram a luta contra o fechamento da agência Rio Branco. Em fevereiro deste ano, diretoras e diretores do Sindibancários/ES circularam pela feira livre da Praia do Canto, em Vitória, contra a reestruturação do Banco do Brasil. Um abaixo-assinado foi realizado pelo Sindicato e circulou entre comerciantes e moradores. Clientes da agência participaram ativamente da ação colhendo assinaturas. O abaixo-assinado foi entregue ao Ministério Público do Estado e à direção do Banco do Brasil.

Em março, dirigentes do Sindicato foram à Câmara Municipal de Vitória para falar sobre as graves consequências do fechamento das agências. O presidente da associação de moradores da Praia do Canto, César Saad, também participou das ações sindicais realizadas na frente da agência e pelo bairro. Mesmo diante da movimentação, a unidade foi fechada no mesmo mês.

Imprima
Imprimir