Plano de Apoio à Aposentadoria da Caixa traz perdas de direitos para os bancários

O Conselho de Administração (CA) da Caixa Econômica Federal aprovou nesta quinta-feira (18), durante a última reunião do ano, o Plano de Apoio à Aposentadoria da categoria. Os bancários e bancárias devem ficar atentos e não aceitar pressão do banco para aderir ao Plano. Podem entrar no PA aposentados pelo INSS e que continuam trabalhando […]

O Conselho de Administração (CA) da Caixa Econômica Federal aprovou nesta quinta-feira (18), durante a última reunião do ano, o Plano de Apoio à Aposentadoria da categoria. Os bancários e bancárias devem ficar atentos e não aceitar pressão do banco para aderir ao Plano. Podem entrar no PA aposentados pelo INSS e que continuam trabalhando e aqueles que já estão aptos a se aposentar.

O tema, que já havia sido aprovado pelo Conselho Diretor da empresa, segue agora para apreciação do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST) do Ministério do Planejamento. Para a diretora do Sindibancários/ES, Lizandre Borges, a Caixa utiliza o PA como uma forma de baratear os custos.

“O PA é uma das estratégias do banco para diminuir os custos e aumentar o lucro. É uma forma de retirar direitos, como por exemplo, a isonomia. Outra questão importante é que os bancários estão ansiosos pela implantação desse Plano devido às péssimas condições de trabalho, que cada dia tornam-se mais degradantes. É preciso estar atento, pois aderir ao PA significa abrir mão de direitos e benefícios, como o auxílio-alimentação”, enfatizou.

Em caso de dúvidas em relação ao Plano de Apoio à Aposentadoria da Caixa, os bancários e bancárias devem procurar o Sindicato. “Nenhum trabalhador é obrigado a aderir ao plano. Caso haja pressão para que isso aconteça, é preciso que o empregado denuncie. A aposentadoria é um direito e deve acontecer quando o funcionário tiver vontade, e não quando o empregador quiser fazer da aposentadoria um instrumento para redução de custos”, afirma a diretora do Sindicato, Rita Lima.

Imprima
Imprimir