Sindibancários faz críticas ao esboço do Plano Salto, apresentado pelo Banestes

Há tempos que os funcionários do Banestes esperam por um Plano de Cargos e Salários (Plano Salto). Contudo, o que foi apresentado pelo banco recentemente não foi um plano. O Banestes apresentou apenas um esboço que, para os trabalhadores, não tem nenhuma clareza. Afinal, não define como será sua aplicação nem traz detalhamentos necessários. Somam-se […]

Há tempos que os funcionários do Banestes esperam por um Plano de Cargos e Salários (Plano Salto). Contudo, o que foi apresentado pelo banco recentemente não foi um plano. O Banestes apresentou apenas um esboço que, para os trabalhadores, não tem nenhuma clareza. Afinal, não define como será sua aplicação nem traz detalhamentos necessários.

Somam-se a isso outros fatores que fazem os servidores se sentirem frustrados, como a retirada de gratificação de funções de encarregados de turno, assistentes administrativos, entre outros. Além disso, o esboço prevê diminuição do salário dos analistas do Centro de Processamento de Dados (CPD) em virtude da implantação de carga horária menor. Contudo, o Sindicato defende que a jornada de trabalho seja reduzida, mas sem que isso acarrete em perdas salariais. 

Por isso, o Sindibancários critica o esboço apresentado pelo Banestes. Para o Sindicato é uma questão de princípios não aceitar qualquer iniciativa que tire direitos e que não seja positiva para todos os funcionários. Um dos pontos críticos do esboço feito unilateralmente pelo Banestes é a falta de reconhecimento por parte do banco em relação aos trabalhadores que têm muito tempo de dedicação a ele. 

Em nenhum momento o Banestes deixa claro suas propostas em relação ao enquadramento desses servidores, que correm o risco de permanecer estagnados. Outra questão que deve ser discutida é o fato da promoção por mérito ser baseada unicamente nos quesitos lucro, avaliação e orçamento específico.

“O Sindibancários conta com a mobilização de toda a categoria em prol de um Plano de Cargos e Salários que seja construído com ampla participação dos trabalhadores do Banestes e que contemple todos os funcionários do banco”, afirma o diretor do Sindicato, Jonas Freire. Abaixo, segue o esboço elaborado pela instituição financeira. 

Imprima
Imprimir