Plenária no dia 1º de julho orienta sobre ações de sétima e oitava horas

Os bancários do Banco do Brasil que estão nas ações de sétima e oitava horas ganhas pelo Sindicato estão convocados para uma plenária no dia 1º de julho, às 18h30, na sede da entidade, com a presença do advogado Rogério Borges. Serão dadas orientações e esclarecimentos sobre os próximos passos dos processos. Duas das dez […]

Os bancários do Banco do Brasil que estão nas ações de sétima e oitava horas ganhas pelo Sindicato estão convocados para uma plenária no dia 1º de julho, às 18h30, na sede da entidade, com a presença do advogado Rogério Borges. Serão dadas orientações e esclarecimentos sobre os próximos passos dos processos.

Duas das dez ações que tratam das horas trabalhadas a mais pelos bancários já transitaram em julgado: a que contempla os analistas A, das unidades de apoio, e a que abrange os assistentes de negócios.

O Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a jornada legal de seis horas diárias para esses comissionados, bem como o direito ao recebimento de duas horas extras por dia, mais reflexos nas férias, décimo-terceiro salário, FGTS e outras verbas.

A decisão representa uma vitória da categoria, pois o banco tem adotado a política de enquadrar os bancários como empregados de confiança com objetivo burlar a carga horária de seis horas dos trabalhadores.

 

Imprima
Imprimir