Primeiro dia de greve mobiliza bancários em todo o Estado, nesta quinta

Bancários e bancárias capixabas amanheceram em greve nesta quinta-feira, 19. A paralisação é nacional e por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em assembleias realizadas pelos sindicatos no último dia 12, quando foi rejeitada a proposta de reajuste de 6,1% da Fenaban, que repõe somente a inflação do período conforme índice do INPC (Índice Nacional […]

Bancários e bancárias capixabas amanheceram em greve nesta quinta-feira, 19. A paralisação é nacional e por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em assembleias realizadas pelos sindicatos no último dia 12, quando foi rejeitada a proposta de reajuste de 6,1% da Fenaban, que repõe somente a inflação do período conforme índice do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Em Vitória, os bancários do Banco do Brasil realizaram um ato em frente à agência Pio XII, que marcou o início do movimento paredista no Estado.

 “Esse é o nosso primeiro dia de paralisação e é importante que todos os bancários se mobilizem. Não podemos mais aceitar a intransigência dos banqueiros, as péssimas condições de trabalho e o assédio moral, que estão adoecendo a categoria a cada dia. É hora de parar os bancos. Vamos fortalecer o nosso movimento de greve”, afirma a diretora Maristela Corrêa, convocando os bancários para aderirem à paralisação.

Os bancários reivindicam reajuste de 11,93% (inflação mais 5% de reajuste), Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários mais R$ 5.553,15 e piso salarial de R$ 2.860,21 (salário mínimo do Dieese), fim das demissões, da rotatividade e das terceirizações, e mais contratações para melhorar as condições de trabalho e o atendimento aos clientes, bem como o fim das metas, do assédio moral e do adoecimento, mais segurança e igualdade de oportunidades.

Veja fotos do primeiro dia de greve dos bancários

Imprima
Imprimir