Professores universitários debatem crise do capitalismo em livro lançado no Sindicato

A noite da quinta-feira, 24, foi marcada pelo lançamento do livro “Especulações e Lucros Fictícios”, organizado pelo Mestre em Economia e doutorando em Política Social Helder Gomes. A obra busca explicar a atual crise do capitalismo. “Atualmente vivemos um novo estágio da acumulação de capital no qual o capital fictício domina as outras formas de […]

A noite da quinta-feira, 24, foi marcada pelo lançamento do livro “Especulações e Lucros Fictícios”, organizado pelo Mestre em Economia e doutorando em Política Social Helder Gomes. A obra busca explicar a atual crise do capitalismo. “Atualmente vivemos um novo estágio da acumulação de capital no qual o capital fictício domina as outras formas de acumulação”, afirma o organizador. O lançamento ocorreu no auditório do Sindicato dos Bancários/ES.

O livro traz artigos dos professores do Departamento de Economia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) Mauricio Sabadini, Paulo Nakatani e Reinaldo Carcanholo, falecido em 2013, e do professor da Universidade de Paris XIII François Chesnais. O prefácio é de Rémy Herrera, que é docente da Universidade de Paris I. Entre as temáticas abordadas estão especulação financeira, crise e lucros fictícios.

“Como a categoria está no coração do sistema financeiro, ela vive de forma singular a complexidade dessa nova forma de acumulação de capital. O livro traz uma discussão fundamental para entender o papel do sistema financeiro na dinâmica capitalista, por isso que é importante que o Sindicato abra espaço para esse tipo de atividade”, afirma a diretora do Sindibancários, Renata Garcia.

Os interessados em comprar o livro, que custa R$ 20,00, podem adquirí-lo no site da editora Expressão Popular, diretamente com vendedores da editora, e na sala 811 do ED 8, no Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), localizado na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), campus de Goiabeiras. Também podem ligar para o Programa de Pós-Graduação em Política Social: (27) 4009.2587. 

Imprima
Imprimir