Proposta específica do BB é aprovada

Durante a avaliação, os diretores do Sindicato criticaram a ausência de solução para pontos centrais da minuta específica, dentre eles, o Plano de Cargos e Salários, Lateralidade (substituição), melhores condições de trabalho com o fim das metas e do assédio moral.

tiago-de-novo

Reunidos em assembleia no Centro Sindical da categoria, os bancários do Banco do Brasil aprovaram na noite desta quinta-feira, 06, por maioria, a proposta de Acordo específico do BB, que é adidita à Convenção Coletiva de Trabalho. As negociações específicas foram encerradas nesta madrugada, após mesa única com a Fenaban.

Durante a avaliação da proposta, os diretores do Sindicato criticaram a ausência de solução para pontos centrais da minuta específica, dentre eles, o Plano de Cargos e Salários, Lateralidade (substituição), melhores condições de trabalho com o fim das metas e do assédio moral.

Para Goretti Barone,  bancária do BB e diretora do sindibancários/ES, a proposta contempla segmentos específicos, mas não é  abrangente o suficiente. “O Banco do Brasil novamente se nega a fazer um acordo que contemple a maior parte do funcionalismo, jogando para as mesas temáticas as principais reivindicações categoria — mesas que, historicamente, são pouco eficientes, e que não fazem avançar as negociações, protelando a resolução dos problemas”, criticou.

Em relação às clausulas salariais, o BB irá seguir o negociado com a Fenaban, em acordo bianual que prevê com reajuste de 8% mais abono de R$ 3.500 (pago uma única vez), reajuste de 15% para vale-alimentação e de 10% no vale-refeição e auxílio-creche/babá em 2016, e reposição integral da inflação pelo INPC, mais 1% de aumento real em 2017.

Mesmo com críticas, o saldo de mobilização foi considerado positivo. “Foi uma greve histórica, em que conseguimos consolidar a paralisação em vários setores, mobilizando inclusive parte da categoria que não aderia ao movimento, como a Superintendência. Mostra que os trabalhadores compreendem a importância de fortalecer nossa unidade para preservar direitos e, principalmente, resistir aos ataques que estão para além da luta corporativa, como a ameaça da privatização, da terceirização, da reforma da previdência e o ajuste fiscal. Apesar de tudo fizemos uma greve vitoriosa, e saímos fortalecidos”, conclui Duda.

Veja as propostas específicas do Banco do Brasil para o ACT 2016/2018

>> Clausuladas:

  • O Banco reafirma a manutenção do programa de PLR atual, composto pelo módulo Fenaban e módulo BB, incluindo parcela variável e 4% do lucro líquido distribuídos de forma linear.
  • Será estendido o horário para amamentação ao funcionário pai de família monoparental e ao funcionário com união estável homoafetiva.
  • As ausências autorizadas de 1 dia por semestre para doação de sangue, serão ampliados em 1 dia por ano para doação a parentes enfermos – pais, filhos, enteados, irmãos, avós, cônjuge ou companheira(o).
  • A ausência autorizada para Aquisição, Manutenção ou Reparo de Ajudas Técnicas aos funcionários com deficiência será ampliada de uma para duas jornadas de trabalho por ano, podendo ser fracionadas em horas.
  • As ausências autorizadas de dois dias úteis por ano (fracionáveis em horas) para acompanhar filho ou dependente, menores de 14 anos a consulta/tratamento médico e odontológico também poderão ser utilizadas para tratamento psicológico, vacinas e reuniões escolares.
  • As ausências autorizadas de dois dias úteis por ano (fracionáveis em horas) para acompanhar filho ou dependente com deficiência em consulta/tratamento médico e odontológico também poderão ser utilizadas para tratamento psicológico, vacinas e reuniões escolares.
  • As ausências autorizadas de dois dias para acompanhar esposa ou companheira em consultas médicas e exames complementares durante a gravidez poderão ser fracionadas em horas.
  • Será ampliado o prazo para utilização de folgas nas Unidades que funcionam no regime de 24X7 (vinte e quatro horas, sete dias por semana) de 2 semanas imediatamente posteriores à da aquisição para até o último dia útil do mês subsequente ao da aquisição.
  • Serão instituídas Mesas Temáticas sobre Prevenção de Conflitos, Saúde no Trabalho e Igualdade de Oportunidades, com prazo de 180 dias para conclusão a partir da data da instalação. Na mesa de Prevenção de Conflitos poderão ser discutidos eventuais conflitos decorrentes de implantação de soluções digitais, ajustes de estrutura e acesso ao histórico de ausências dos funcionários.
  • Será incluída a parcela variável do Módulo BB na PLR dos funcionários cedidos à APABB.
  • Será reajustado para R$ 200 mil o valor da indenização por morte ou invalidez decorrente de assalto.

>> Não clausuladas:

  • Será alterado o critério de 66,6% para 70% no módulo Avançado e de 33,3% para 30% no módulo Básico, possibilitando a promoção, a partir de janeiro de 2017, de até 795 funcionários que exercem, por exemplo, as funções de Gerente de Relacionamento e Gerente de Serviços em Unidades de Negócio e Gerente de Módulo em Unidades de Apoio.
  • Será ampliada a inclusão das mulheres nas funções gerenciais.
  • A verba QVT será retomada a partir da assinatura do ACT.
  • Será mantida a verba 226 – Ajuste no Plano de Funções – na folha de pagamento dos funcionários em caso de reestruturações.
  • Serão disponibilizadas no ano de 2017, no mínimo, 30 turmas da Oficina “Mediação: Práticas Restaurativas”aos administradores, visando disseminar a cultura da comunicação não violenta e das práticas restaurativas.
  • Será disponibilizado espaço exclusivo para ações da UniBB em 500 agências da Rede Varejo para promover o desenvolvimento de competências e facilitar o acesso a ações de capacitação.

 

Imprima
Imprimir