Quem aprovou o reajuste de 28,71% da Banescaixa?

Na última semana o representante dos empregados no Conselho de Administração do Banestes e no Conselho Deliberativo da Banescaixa, Jovenal Gera, enviou via notes mensagem com informações equivocadas sobre a atuação do Sindicato no processo recente de reajuste da Banescaixa. Sobre o ocorrido, é importante resgatar a luta da entidade e dos bancários do Banestes, que resultou na diminuição do valor do reajuste de 28,71% para 8%. Na […]

Na última semana o representante dos empregados no Conselho de Administração do Banestes e no Conselho Deliberativo da Banescaixa, Jovenal Gera, enviou via notes mensagem com informações equivocadas sobre a atuação do Sindicato no processo recente de reajuste da Banescaixa. Sobre o ocorrido, é importante resgatar a luta da entidade e dos bancários do Banestes, que resultou na diminuição do valor do reajuste de 28,71% para 8%.

Na véspera do crédito dos pagamentos do mês de maio, o Sindicato e todos os bancários foram comunicados do reajuste e 28,71% na contribuição do plano de saúde. Imediatamente após receber a informação pelo Superintendente da Banescaixa, o Sindicato enviou ofício ao presidente do Banestes solicitando reunião urgente para discussão do tema. 

Em seguida, na Conferência Estadual dos Bancários, realizada nos dias 16, 17 e 18 de maio, o tema foi amplamente debatido. A plenária final da Conferência aprovou uma moção de repúdio contra a decisão do Conselho Deliberativo da Banescaixa, que aprovou de forma repentina e sem diálogo com os bancários o elevado reajuste.  

O Conselheiro da Banescaixa, Jovenal Gera – que alega que o Sindicato não se manifestou ou contestou o aumento –, apesar de inscrito na Conferência, não compareceu ao evento, se omitindo do debate com a categoria. No dia 19 de maio o Sindicato iniciou uma mobilização contra o reajuste a partir dos prédios do Palas Center e CPD. Concomitantemente, quase a totalidade dos bancários repudiou o aumento.

Representantes dos Banestianos poderiam ter evitado aumento 

Dos quatro membros do Conselho Deliberativo da Banescaixa, três são representantes dos Banestianos: Jovenal Gera, Sandro Martins e o representante da Banespar (Associação dos Aposentados do Banestes). Com a maioria do Conselho, os trabalhadores poderiam ter se posicionado contra o aumento, contatando o Sindicato para mobilizar a categoria e tomar as providências cabíveis. Contudo, o reajuste de 28,71% foi aprovado por unanimidade, sem questionamento dos conselheiros.

Além disso, em janeiro de 2014 o déficit da Banescaixa já era conhecido pelos conselheiros, havendo tempo suficiente para debater a questão com o Sindicato, a Banespar e com os empregados da ativa e aposentados, a fim de pensar alternativas. 

Presidente do Banestes se surpreende com aumento

Em reunião realizada a pedido do Sindicato com o presidente do banco, no dia 29 de maio, os diretores do Sindibancários/ES foram informados de que o reajuste de 28,71% seria revisto e reduzido para 8%. Na reunião, o presidente do Banestes afirmou que o banco também foi pego de surpresa sobre o aumento.

Ações coletivas garantem conquistas

As ações coletivas impetradas em 2009 pelo Sindicato e pela Banespar forçaram o banco a fazer o aporte de recursos no plano. Mesmo em um ano de intensa luta contra a venda do Banestes, no governo Paulo Hartung/Penedo, as ações políticas e jurídicas movidas pelo Sindicato evitaram que milhões de reais saíssem do bolso dos associados da Banescaixa.

Imprima
Imprimir