Sem avanços, mesa do BB segue negociação com a Fenaban

Banco do Brasil não apresenta proposta concreta e insiste na retirada de direitos. É preciso intensificar a resistência para manter nossas conquistas.

Na sétima rodada de negociação da mesa específica, que aconteceu na última sexta-feira, 17, o Banco do Brasil não apresentou uma proposta concreta para a Comissão de Empresa dos Funcionários do banco. A reunião debateu o descomissionamento por desempenho, que o BB propôs a redução dos ciclos avaliatórios e o banco ficou de apresentar a redação sobre o banco de horas e o intervalo de almoço que está sendo debatido também na mesa única com a Fenaban.

“Já estamos na sétima rodada de negociação e até agora o BB não apresentou nenhuma proposta concreta para os funcionários e segue atendendo todas as ordens desse governo ilegítimo não assinando o pré-acordo com a categoria e ameaçando implementar a reforma trabalhista que retira direitos dos trabalhadores”, afirma Goretti Barone. Para a diretora do Sindibancários/ES, o momento é difícil e exige muita mobilização dos bancários. “Sem avanços na mesa, o momento é de intensificar nossa mobilização e organizar a resistência para garantir nossos direitos”.

A mesa específica do BB continua nesta terça-feira, 21, junto com a mesa única.

 

Imprima
Imprimir