Sexta tem novo ato contra o ajuste fiscal e os retrocessos de Temer

Concentração será às 8 da manhã, em frente à Sedu, em Vitória. Protesto faz parte de calendário de lutas nacional em construção à greve geral.

dia-de-luta-ajuste-fiscal-2-11-11-2016

Último ato na capital, realizado no dia 11 de novembro, levou cerca de 5 mil pessoas à rua

Nesta sexta-feira, 25, novo protesto conta o ajuste fiscal e a retirada de direitos tomará as ruas de Vitória. A concentração está marcada para as 8 horas, em frente à Secretaria de Estado da Educação (Sedu), ocupada desde a última quinta-feira por estudantes secundaristas que resistem contra o desmonte da educação pública.

A atividade faz parte de um calendário de lutas nacional em protesto contra a PEC 55 (241), as reformas da previdência e trabalhista, a reforma do Ensino Médio, a terceirização (PLC 30), as privatizações e outras medidas que formam o pacote de ajuste fiscal do governo golpista de Michel Temer.

A mobilização reunirá trabalhadores e trabalhadoras de diversas categorias e dá sequência à onda de protestos que acontecem no país em construção a uma grande Greve Geral, ainda sem data definida. No último dia 11, cerca de 5 mil pessoas estiveram nas ruas em Vitória, no último protesto organizado na capital.

Plenária

Hoje à noite bancários e bancárias se reúnem em plenária para discutir o cenário político e econômico do país e organizar a sua resistência enquanto categoria. Para contribuir com a análise de conjuntura, estará presente a professora universitária e pesquisadora Lívia Moraes, da Universidade Federal do Espírito Santo. A plenária terá início às 18h30, no auditório do Sindicato (Rua Wilson Freitas, 93, Centro).

Imprima
Imprimir