Sindibancários/ES cobra posicionamento do Banestes sobre boatos de venda do banco

Em reunião realizada na última sexta-feira, 06, com a diretoria do Banestes, o Sindicato dos Bancários/ES cobrou um posicionamento oficial do banco sobre recentes especulações de venda da instituição financeira. Participaram da reunião os diretores do Sindibancários/ES Jessé Alvarenga, Jonas Freire, Paulo Soares e Carlos Pereira de Araújo (Carlão). Os representantes do banco, Airton Flávio […]

Em reunião realizada na última sexta-feira, 06, com a diretoria do Banestes, o Sindicato dos Bancários/ES cobrou um posicionamento oficial do banco sobre recentes especulações de venda da instituição financeira. Participaram da reunião os diretores do Sindibancários/ES Jessé Alvarenga, Jonas Freire, Paulo Soares e Carlos Pereira de Araújo (Carlão).

Os representantes do banco, Airton Flávio Diesel e Bruno Curty Vivas, negaram categoricamente qualquer iniciativa de privatização do banco. Os dirigentes reafirmaram posicionamento publicado em comunicado oficial ao mercado financeiro, no último dia 22, que diz “estar descartada dos planos atuais da Companhia e do acionista Controlador a privatização do Banestes”.

“O pronunciamento formal do banco é importante, mas temos que continuar atentos e mobilizados, uma vez que há interesse do mercado na privatização do Banestes. O Sindicato dos Bancários/ES, como coordenador do Comitê em Defesa do Banestes, está em vigília permanente para garantir que o banco siga sendo patrimônio do povo capixaba, mantendo o seu caráter público e estadual”, diz Jessé Alvarenga, bancário do Banestes e diretor do Sindicato.

PLR

Durante a reunião, o Sindicato cobrou também o pagamento da segunda parcela da PLR e o pagamento da remuneração variável. Segundo o banco, há previsão de que o pagamento seja feito no dia 20 de fevereiro, mas a data ainda será confirmada.

Concurso

Também entrou na pauta a realização do próximo concurso público para o banco. O Sindicato falou sobre a deficiência no quadro de empregados e a necessidade de realização urgente de provas para contratação de mais bancários.

O banco alegou que já existe uma empresa contratada para a realização do próximo concurso e que as provas devem ocorrer ainda no primeiro semestre do ano.

“Insistimos para que o banco dê mais celeridade na aplicação do concurso e na convocação dos aprovados, a fim de garantir melhores condições de trabalhado nas agências. O enxugamento no quadro de funcionários é grande e precisamos ampliar o número de empregados, melhorando também o atendimento à população”, diz Jonas Freire, diretor do Sindicato.

Imprima
Imprimir