Sindibancários realiza ato pela permanência da Gecex no Espírito Santo

Na manhã desta segunda-feira, 10, o Sindicato dos Bancários/ES realizou um ato na Praça Pio XII contra a reestruturação na Diretoria Corporate Bank, que envolverá as Gerências Regionais de Apoio ao Comércio Exterior (Gecex) e os Centros de Suporte do Atacado (CSA). A reestrutração prevê que até janeiro de 2015 todos os processos da Gecex […]

Na manhã desta segunda-feira, 10, o Sindicato dos Bancários/ES realizou um ato na Praça Pio XII contra a reestruturação na Diretoria Corporate Bank, que envolverá as Gerências Regionais de Apoio ao Comércio Exterior (Gecex) e os Centros de Suporte do Atacado (CSA). A reestrutração prevê que até janeiro de 2015 todos os processos da Gecex serão centralizados nas cidades de Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo, o que acarretará fechamento ou redução da área operacional/ Negocial de Gerências em algumas cidades, entre elas, Vitória.

De acordo com a diretora do Sindicato dos Bancários/ES, Maristela Correa, o ato teve grande adesão dos trabalhadores e trabalhadoras, além de uma boa recepção por parte dos transeuntes. “Quando abordávamos as pessoas elas ficavam perplexas, pois o Espírito Santo trata-se de um Estado com um grande foco no comércio exterior”, afirma Maristela.

A senadora Ana Rita (PT) e a assessoria do deputado estadual Claudio Vereza (PT) compareceram ao ato. Os parlamentares capixabas já se articularam com a bancada do Senado e uma reunião foi realizada na última semana com o ministro de Relações Institucionais, Ricardo Berzoini. O entendimento tanto dos parlamentares quanto do ministro é de que esse não é o momento de fazer mudanças uma vez que está em andamento a troca do presidente do Banco e do ministro da Fazenda, além disso uma das principais características do Banco do Brasil são as operações de comércio exterior.

A diretora do Sindibancários/ES, Goretti Barone, destaca que a reestruturação vai de encontro à política do Governo Federal para as micro e pequena empresas. “O Governo Federal criou o Ministério da micro e pequena empresa como forma de apoiar esse setor. Portanto, não faz sentido tirar a Gecex do Espírito Santo, já que aqui o Banco presta mais do que um trabalho de assessoria para o micro e pequeno empresário, trata-se de um treinamento, pois é uma área na qual o Estado tem grande potencial”, afirma Goretti.

Imprima
Imprimir