Sindibancários se reúne com comissão de negociação do Banestes

Processo de terceirização do CPD e seleção interna do banco foram os assuntos discutidos

Os diretores do Sindibancários/ES se reuniram com a comissão de negociação do Banestes, na última sexta-feira, 18. A terceirização de empregados que ocorre dentro do Centro de Processamento de Dados (CPD) do banco e o processo de seleção interna foram os assuntos discutidos.

O Sindicato recebeu várias denúncias de atraso na avaliação pessoal de desempenho de bancários e bancárias, criando empecilhos para que esses empregados participem do processo de seleção interna. Diante das denúncias, a comissão de negociação do banco prorrogou o prazo de inscrição do processo de seleção e se comprometeu a agilizar as avaliações.

Outra reivindicação do Sindibancários/ES foi o processo de seleção interna com pré-requisitos que garantam uma disputa mais igualitária, reduzindo a pontuação referente à substituição/interinidade. O banco decidiu retificar esse ponto. O Sindicato também solicitou  que o banco reveja que o critério de participação em seleção interna seja condicionado à pontuação obtida na avaliação pessoal de desempenho, no entanto  o banco não acatou a reivindicação.

O processo de terceirização no CPD também foi discutido durante a reunião. Como o governo ainda está em período de transição e o governador Casagrande assumiu compromisso com o Sindicato, durante campanha eleitoral, de não ampliar a terceirização no banco, o processo de contratação de empregados terceirizados está paralisado. O Sindibancários/ES irá aguardar a posse do novo presidente para cobrar o cumprimento do compromisso assumido pelo governador.

“Foi uma reunião importante para discutirmos como está o andamento de questões administrativas que estão afetando diretamente os empregados e empregadas do banco, principalmente porque estamos em fase de transição. Assim que o novo presidente tomar posse, vamos acompanhar  como ficam essas questões, principalmente a terceirização”, explica o coordenador geral do Sindicato, Jonas Freire.

Imprima
Imprimir