Sindibancários/ES realiza nova rodada de negociação com o Banestes

Houve avanços para garantir melhores condições de trabalho aos bancários e bancárias que necessitam viajar. Por outro lado, banco não apresentou propostas para mudanças na Banescaixa e não garantiu convocação de mais empregados

Diretores do Sindibancários/ES se reuniram com a comissão de negociação do Banestes em mais uma rodada da mesa permanente de negociação, realizada na última quinta-feira, 18. Melhores condições de trabalho para os bancários que viajam a serviço e proposta de atualização do valor da diária/refeição foram alguns dos pontos em que o banco apresentou avanços.

Durante a reunião, os diretores do Sindicato também reivindicaram a contratação de mais empregados, tendo em vista a escassez de bancários que aumentou após as demissões do final de 2016 e o fim do prazo do último concurso, que termina em agosto. O banco alegou que um levantamento está em fase de elaboração para identificar qual é a demanda do banco e as unidades que mais precisam. Apesar de avaliar a possibilidade de uma nova convocação, a direção do Banestes não garantiu mais contratações.

“As rodadas de negociação permanentes são importantes para debater os problemas internos enfrentados pelos bancários e bancárias do Banestes. Mas é preciso garantir que o Banestes reconheça e atenda as reivindicações da categoria”, avalia o coordenador do Sindibancários/ES, Jonas Freire.

Além de Jonas Freire, participaram da reunião representando o Sindibancários/ES os diretores Paulo Soares e Murilo Esteves.

Confira os principais pontos discutidos:

• Deslocamento em estradas – Na última reunião, o Sindibancários/ES apresentou as péssimas condições de trabalho dos bancários que necessitam utilizar carros do banco, que são inadequados para viagens de longa distância. A direção do Banestes informou que um novo contrato de locação de carros, mais potentes e adequados para viagens longas, já está sob avaliação e deve ser firmado até julho.

Instalação de TAG – Sobre a reivindicação da instalação de TAG para todos os pedágios nas rodovias do Estado, a direção do banco alegou que não há a possibilidade de contrato direto do banco com a ECO 101, uma vez que a única opção de pagamento apresentada pela concessionária é por meio de cartão de crédito. O Banestes está avaliando uma alternativa que viabilize o uso da TAG.

• Valor da diária/refeição – O Banestes reconheceu que o valor da diária/refeição pago aos bancários que necessitam se deslocar está defasado. Uma proposta de atualização da tabela será apresentada à diretoria do banco.

• Ajuda de custo e auxílio moradia para gerente de agência – O banco alegou que a ajuda custo e auxílio moradia pagos estão dentro do valor do mercado,  de acordo com pesquisa da média de preço dos imóveis por município realizada pelo banco.

• Seleção interna – Os diretores do Sindibancários/ES cobraram do banco a nomeação dos aprovados para o cargo de encarregados, principalmente devido à nomeação de interinos em detrimento dos aprovados. A direção do Banestes argumentou que sete já foram nomeados e que pretende convocar os demais. A validade da seleção interna também foi prorrogada por mais seis meses.

Também foi reivindicada junto ao banco a nomeação de caixas. O Banestes alegou que a seleção foi feita por região, no entanto houve casos em que remoções ocuparam a vaga. Os diretores do Sindibancários/ES reafirmaram que essa forma de nomeação é injusta com os empregados aprovados na seleção.

Banescaixa – O Sindibancários vem realizando, desde o final do último acordo coletivo, diversas reuniões com o Banestes sobre a Banescaixa, onde tem cobrado do banco a apresentação de alternativas sobre as formas de cobrança do plano de saúde. O Banestes se comprometeu em apresentar um estudo para embasar as propostas. Na mesa de negociação dessa quinta-feira, 18, o Sindicato cobrou uma resposta e o banco alegou que o levantamento ainda não foi finalizado.

 

Imprima
Imprimir