Bancários param Superintendência do Santander em protesto contra nova bandeira do tíquete

A rede credenciada do novo cartão é muito restrita, o que tem impossibilitado os funcionários de usufruírem do benefício

Fotos Sérgio Cardoso

Na manhã desta quarta-feira, 08, o Sindibancários/ES paralisou as atividades da Superintendência Regional do Santander, com retardamento da abertura da agência entre 8h30 e 11 horas, em protesto contra a troca da bandeira dos cartões refeição e alimentação dos funcionários.

O banco substituiu os cartões por uma bandeira pertencente ao próprio Grupo Santander, o Ben Visa Vale, cuja rede credenciada de supermercados e restaurantes é muito restrita, o que tem impossibilitado os empregados de usufruírem de seu direito básico à alimentação.

Durante o ato, bancários e bancárias espalharam faixas e panelas dialogando com funcionários e clientes e questionando o banco do que adianta receber os tíquetes cheios, se, na impossibilidade de usar, as panelas permanecem vazias.

 

“A nossa manifestação hoje no Santander foi muito importante para pressionar o banco a dar uma resposta urgente para os empregados. Estamos recebendo diversos relatos de funcionários que estão passando por situações de constrangimento por não conseguirem utilizar o cartão. Alimentação é um direito básico e precisa ser garantido”, explica a diretor do Sindicato, Cláudio Merçon.

Após o ato, o Superintendente Regional do ES recebeu os diretores do Sindicato e garantiu que o processo de negociação com a Associação Capixaba de Supermercados (ACAPS) está adiantado, porém não estipulou um prazo para que a situação seja regularizada.

Para o Sindibancários/ES, a resposta é insatisfatória e a entidade continuará acompanhando a situação com o objetivo de evitar mais prejuízos aos trabalhadores do Santander. “Vamos avaliar e tomaremos novas medidas cabíveis”, alerta Jonathas Corrêa, também diretor do Sindicato.

 

 

Imprima
Imprimir