Sindicato mobiliza bancários para defender emprego e lutar contra a terceirização

Ação aconteceu nesta quinta-feira, 25, dia em que o Comando Nacional e a Fenaban estão em negociação sobre as cláusulas de emprego, tema central para a categoria

O Sindibancários/ES continua nas ruas para dialogar com bancários e bancárias sobre a Campanha Salarial da categoria.  Nesta quarta-feira, 25, as ações foram realizadas nas agências de Carapina, na Serra, Jardim da Penha e Centro, em Vitória.  Desde o início do manhã desta quarta, o Comando Nacional dos Bancários está reunido com a Fenaban na quarta rodada de negociação, que tem na pauta reivindicações vitais para a categoria:  defesa do emprego, mais contratações, fim das terceirizações e a não aplicação da reforma trabalhista mantendo, assim, o padrão de contratação nos bancos.

O debate de hoje é central para a categoria, uma vez que a nova CLT legaliza formas precárias de contratação como terceirizados, pessoa jurídica, home office e trabalhador autônomo, de forma que os bancários podem ser substituídos ou ainda demitidos e readmitidos na nova forma de contratação, sem os direitos previstos na Convenção Coletiva e nos acordos específicos.

Para o diretor do Sindibancários/ES, Carlos Pereira de Araújo (Carlão), que está na mesa de negociação representando os bancários capixabas e a Intersindincal, o que está em jogo é a existência da própria categoria. “Manter o padrão de contratação dos bancários é fundamental para garantir a manutenção das nossas conquistas enquanto categoria. Por isso, exigimos a suspensão imediata de toda terceirização. Queremos respeito aos empregos e também garantir que os bancários não sejam trocados por trabalhadores terceirizados”, afirma Carlão.

 

 

Imprima
Imprimir