Sindicato se reúne com Banestes para discutir condições de trabalho e contratações

O Sindicato dos Bancários/ES se reuniu na tarde desta terça-feira, 15, com a direção do Banestes para discutir o problema da falta de funcionários nas agências e as condições de trabalho. O atual quadro é de sobrecarga, que tem gerado problemas nas unidades.  “Há uma carência generalizada de empregados. Estamos recebendo denúncias diárias de falta […]

O Sindicato dos Bancários/ES se reuniu na tarde desta terça-feira, 15, com a direção do Banestes para discutir o problema da falta de funcionários nas agências e as condições de trabalho. O atual quadro é de sobrecarga, que tem gerado problemas nas unidades.

 “Há uma carência generalizada de empregados. Estamos recebendo denúncias diárias de falta de condições de trabalho. A situação em algumas agências está insuportável”, relata o diretor do Sindicato Paulo Soares.

Ele também destaca que a pressão no trabalho aumenta os índices de adoecimento da categoria e interfere no atendimento ao cliente. “Os bancários estão trabalhando no limite. Isso impacta no atendimento, que acaba sendo demorado, gera a insatisfação da população e mais estresse para a categoria. O banco precisa ter responsabilidade com os seus empregados e com a qualidade no atendimento. Deve ser urgente a contratação de mais funcionários”, ressalta.

O Banestes, contudo, se limitou a responder que dará seguimento às contratações de acordo com a demanda da instituição, sem especificar um número de empregados a ser contratado. Apenas 70 aprovados no último concurso, de 2015, foram chamados até agora.

Obra em agência

Também foi ponto de pauta as condições de trabalho na agência empresarial Civit, que está em obra há três semanas. Bancários da unidade relaram ambiente de trabalho insalubre, com cheiro forte de produtos químicos e poeira.
Na reunião, o banco se comprometeu a enviar uma equipe para verificar a situação da unidade. Sindicato também fiscalizará a agência para avaliar as condições de trabalho dos empregados.

Imprima
Imprimir