Tribunal de Justiça confirma condenação de ex-gestores do Banestes durante governo Paulo Hartung

O Tribunal de Justiça do Estado (TJ-ES) manteve a condenação dos três ex-dirigentes do Banestes por uso indevido do dinheiro público, rejeitando o recurso impetrado pelos acusados. O ex-presidente do Banestes, Roberto Penedo, o ex-presidente do Conselho de Administração do banco, José Teófilo, e o diretor de Relações com Investidores da instituição bancária, Ranieri Doelinger, […]

O Tribunal de Justiça do Estado (TJ-ES) manteve a condenação dos três ex-dirigentes do Banestes por uso indevido do dinheiro público, rejeitando o recurso impetrado pelos acusados. O ex-presidente do Banestes, Roberto Penedo, o ex-presidente do Conselho de Administração do banco, José Teófilo, e o diretor de Relações com Investidores da instituição bancária, Ranieri Doelinger, foram condenados em abril de 2013 a devolver ao banco R$ 200 mil cada um. O julgamento do recurso foi realizado no último dia 09 de setembro.

O dinheiro público foi utilizado indevidamente em 2009, durante a gestão do governo Paulo Hartung, para pagamento de multa aplicada aos três ex-dirigentes pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Eles deveriam ter comunicado à Comissão o estudo para que o banco vendesse ações na Bolsa de Valores antes de divulgar o fato à imprensa, em 2007.

A ação foi movida pelo diretor do Sindibancários/ES, Jessé Alvarenga, ainda em 2009, quando era membro do Conselho de Administração do Banestes como representante dos trabalhadores.

“Não podemos permitir a utilização de dinheiro público para pagamento de multas pessoais ou qualquer outro fim que não seja público. Um governo que se intitulava defensor da moralidade e da coisa pública teve alguns dos seus principais aliados condenados em segunda instância por utilizar a verba pública para benefícios próprios. O Banestes é um banco público estadual e essa é uma vitória da sociedade capixaba. A gestão de um banco público não deve ser voltada para benefícios particulares”, enfatiza Alvarenga. Os acusados ainda podem entrar com recurso na instância superior.

Campanha Salarial

Nesta quinta-feira, 24, das 9h às 17 horas, será realizado um encontro com os delegados sindicais e diretores de base do Banestes e do Bandes. O encontro será no auditório do Sindicato dos Bancários/ES e tem como proposta discutir a mobilização dos bancários dos bancos públicos estaduais para a Campanha Salarial.

Imprima
Imprimir