União de entidades de classe capixabas em defesa do serviço público será lançada nesta quarta, 1, em Vitória

O Fórum Intersindical do Serviço Público, união de entidades de classe capixabas para articular a luta dos trabalhadores públicos do estado, será lançado nesta quarta-feira, 1, em evento aberto no Centro de Vitória. O lançamento acontecerá no auditório do Alice Hotel, no Centro de Vitória, em uma assembleia geral da base do SindiPúblicos/ES, a partir […]

O Fórum Intersindical do Serviço Público, união de entidades de classe capixabas para articular a luta dos trabalhadores públicos do estado, será lançado nesta quarta-feira, 1, em evento aberto no Centro de Vitória. O lançamento acontecerá no auditório do Alice Hotel, no Centro de Vitória, em uma assembleia geral da base do SindiPúblicos/ES, a partir das 8h30.

O Sindibancários/ES integra o Fórum ao lado dos sindicatos que representam o funcionalismo público estadual, e vai colocar em questão a insatisfação dos trabalhadores do Banestes, da Banestes Seguros, do Bandes e das demais categorias da base do funcionalismo público estadual em relação à política de arrocho de Paulo Hartung. Idelmar Casagrande, diretor do Sindicato, entende a união dos trabalhadores no fórum como um momento importante de convergência das lutas trabalhistas no estado contra o projeto neoliberal do Palácio Anchieta.

“A união nesse momento é muito importante para a classe trabalhadora capixaba, pois converge nossa luta contra os cortes de orçamento e contra as privatizações entoadas por PH desde que venceu as últimas eleições para o Palácio Anchieta. Nos unimos para afirmar a confiança no serviço público de qualidade e a defesa intransigente das empresas públicas capixabas e brasileiras”, aponta Casagrande.

O fortalecimento da luta trabalhista de maneira geral com a união em espaços como o Fórum Intersindical, explica o diretor do Sindicato, descentraliza a luta das categorias do serviço público estadual, sem colocá-las em cheque, fortalecendo-as.

“A união de forma sistematizada das lutas por meio desses espaços, na promoção de atividades coletivas, dá mais representatividade aos trabalhadores e amplifica o poder de contágio da nossa resistência, colocando no centro da disputa, por exemplo, a luta pela manutenção do Banestes, da Banestes Seguros, do Bandes e das demais instituições estaduais como públicos. O mesmo acontece com outras pautas, como a criação de uma data-base de negociação com os servidores e servidoras de todas as categorias que compõem o funcionalismo público estadual e o cumprimento dos acordos coletivos para todas elas”, explica Casagrande.

Plenária vai analisar trabalho do Sindipúblicos/ES sobre contas do estado e plano de governo de PH

No evento de lançamento do Fórum Intersindical do Serviço Público haverá uma plenária com os economistas Helder Gomes e Sammer Siman, que vão analisar a conjuntura político-econômica do Espírito Santo a partir de estudo do plano de governo do governo Paulo Hartung e das contas do estado. O estudo recém-divulgado para os capixabas foi encomendado pelo Sindipúblicos/ES.

A plenária acontecerá na próxima quarta-feira, a partir das 8h30, no auditório do Alice Hotel, em frente à Praça Getúlio Vargas, Centro de Vitória.

O estudo analisou a prestação de contas do governo Casagrande e a situação financeira atual do estado. Além disso, pormenorizou as propostas de governo e o discurso de posse de Hartung. A análise deve sistematizar as lutas trabalhistas em 2015 e nos próximos anos.

Uma das constatações do estudo tendo como base os dois primeiros meses de governo PH é a de que a arrecadação estadual supera os gastos em mais de R$800 milhões, o que desmente o alarme de crise acionado pelo governador assim que foi eleito. Em janeiro e fevereiro, o estado arrecadou R$2,8 bilhões dos quais R$800 milhões foram economizados.

Imprima
Imprimir