Vitória dos bancários! Justiça condena Caixa por publicação de ranking de resultado individual

Processo foi movido pelo Jurídico do Sindibancários/ES devido à exposição dos funcionários proibida pela CCT

A Justiça do Trabalho capixaba despachou sentença favorável aos bancários e às bancárias na quinta-feira (11) condenando a Caixa por ranquear os trabalhadores com base em seu desempenho pessoal. A Caixa será notificada até o fim desta sexta (12) sobre a decisão judicial.

A CEF foi condenada por meio do processo 0001170-13.2016.5.17.0013, movido pelo Jurídico do Sindibancários/ES, devido à exposição dos funcionários proibida pela CCT. O despacho notifica o banco público pela divulgação dos nomes dos funcionários e determina, caso descumpra a cláusula, multa diária de R$ 1mil, com limite de R$ 30 mil.

“A Caixa vem descumprindo a Convenção de forma explícita ao divulgar por e-mail e outros meios o resultado da venda de produtos. O ranqueamento a partir de resultados é mais uma forma de assediar os bancários para cumprir as metas inatingíveis do banco. Ela acirra a competitividade e causa constrangimento aos bancários”, explica Lizandre Borges, diretora do Sindicato.

O Sindicato orienta a categoria a denunciar caso a cláusula 36 seja descumprida pela Caixa. “Precisamos ser informados assim que houver o descumprimento da cláusula para que as devidas providências legais sejam tomadas”, pede Borges.

A cláusula 36 trata explicitamente do monitoramento dos resultados de funcionários e proíbe sua divulgação pública, além de vedar os gestores do banco de cobrar o cumprimento de resultados por mensagens no telefone particular dos bancários e bancárias.

Imprima
Imprimir