Votação do PLS 555 é adiada e entidades devem fortalecer mobilização

O segundo dia de mobilização contra o PLS 555, em Brasília, deu resultado e a votação do projeto, prevista para esta quarta-feira, 02, foi adiada para próxima semana –possivelmente para o dia 09. Representantes das entidades que compõem o Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, entre elas o Sindibancários/ES, estão em Brasília desde ontem […]

O segundo dia de mobilização contra o PLS 555, em Brasília, deu resultado e a votação do projeto, prevista para esta quarta-feira, 02, foi adiada para próxima semana –possivelmente para o dia 09. Representantes das entidades que compõem o Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, entre elas o Sindibancários/ES, estão em Brasília desde ontem dialogando com os parlamentares e fortalecendo as articulações contra o projeto.

“O projeto continua em regime de urgência. Existem medidas provisórias sendo debatidas que estão travando a pauta, então ganhamos um pouco de tempo. Por causa da pressão dos trabalhadores e do desgaste do governo Dilma após a votação do PLS 131 (pré-sal), o governo está cauteloso, mas está realizando negociações paralelas e isso aumenta o risco de aprovação do PLS 555”, diz o diretor do Sindicato/ES, Vinícius Moreira, que acompanhou os dois dias de mobilização no Congresso.  

Thiago Duda, também diretor do Sindicato, reitera o alerta para que a sociedade amplie a mobilização em torno do tema. “Temos que intensificar a luta. É cada vez mais necessária a organização de todas as categorias, não só dos bancários. Pela conjuntura, o prazo para votação do projeto está chegando ao fim e estamos em um momento decisivo. É importante que todos pressionem os senadores das suas bases estaduais para que se posicionem contra o projeto e em defesa das estatais”, destaca.

Em defesa do pré-sal e da soberania nacional

Na manhã desta quarta-feira, os diretores do Sindicato, junto com demais membros do movimento em defesa das estatais participaram também de uma audiência da Frente Parlamentar em Defesa da Petrobrás, na Câmara dos Deputados, que debateu o PLS 131/2015, que retira a obrigatoriedade legal da Petrobras de ser a operadora exclusiva do petróleo da camada do pré-sal com a participação mínima em 30% dos consórcios de exploração.

Conheça o site da campanha Diga não ao PLS 555

Vej outras notícias sobre o PLS 555

Trabalhadores de todo Brasil se mobilizam contra o PLS 555

Votação do PLS 555 é adiada e trabalhadores devem intensificar mobilização

PLS 555 pode ser votado hoje. Trabalhadores se mobilizam em Brasília contra aprovação do projeto

Sindibancários/ES entrega abaixo assinado contra o PLS 555 aos senadores capixabas

Sindibancários/ES intensifica luta contra projeto de venda das empresas públicas

Entidades traçam estratégias contra o PLS 555 e convocam Dia Nacional de Luta

Imprima
Imprimir